O que fazer em caso de reajuste de plano de saúde abusivo?

O que fazer em caso de reajuste de plano de saúde abusivo?

Um dos maiores motivos de dor de cabeça para brasileiros com convênio médico particular é, com certeza, o reajuste de plano de saúde.

De uma forma geral, a Agência Nacional de Saúde (ANS) autoriza apenas a possibilidade de três tipos de reajustes nos planos de saúde: o anual, o por sinistralidade e o por faixa etária.

Entretanto, muitas vezes essas mudanças nos preços dos planos, principalmente na parte dos planos de saúde coletivos, podem tornar-se abusivos, o que prejudica o consumidor.

Quando isso ocorre, o que é possível fazer para resolver o problema e não ter que pagar por esses aumentos feitos de forma errada?

Isso é o que você verá, a partir de agora, nesse artigo completo relativo às medidas que devem ser tomadas em caso de reajuste de plano de saúde de forma abusiva.

Boa leitura!

 

Tudo o que você precisa fazer em caso de reajuste de plano de saúde abusivo

Conhecimento do contrato assinado

O primeiro passo a se fazer, em situações como essa, é verificar o contrato que você assinou quando realizou a contratação do plano.

Isso irá permitir que se tenha uma maior noção sobre o que está previsto nas cláusulas, em especial aquelas que referem-se aos reajustes.

É preciso saber se essas cláusulas são claras e, também, se as mesmas propõem um limite ao qual o índice pode ser reajustado.

Se após a leitura do contrato, verificar-se que o índice de reajuste de plano de saúde foi abusivo, é possível entrar em contato com a operadora (empresa) do plano ou procurar solução junto à ANS.

 

Entrar em contato com a operadora do plano

Um próximo passo do que você deve fazer em caso de reajuste de plano de saúde abusivo é entrar em contato com a operadora do plano.

Esse passo é importante, principalmente, quando as cláusulas do contrato estão claras quanto ao índice de reajuste e o cliente deseja saber o motivo de o aumento ter sido tão grande.

Nesse caso, a operadora deve entrar em contato com você para que seja possível demonstrar, por meio de uma linguagem clara e de fácil entendimento, o porquê de ter sido realizado esse alto aumento de valor.

Se não for possível entrar em contato com a empresa ou a mesma não favorecer uma troca de mensagens correta, então é possível acionar a justiça.

 

Denunciar o alto reajuste à ANS

A ANS, como visto, estipula alguns limites aos quais os planos de saúde devem obedecer em relação ao aumento, no caso de planos individuais ou familiares.

Ao verificar que o aumento ocorrido foi superior ao estabelecido pela agência, é possível fazer a denúncia do reajuste de plano de saúde abusivo à mesma.

Entretanto, é preciso que você tenha tentado, anteriormente, entrar em contato com a operadora sobre os valores de reajuste e o caso em questão (por exemplo, se foi um reajuste anual ou por sinistralidade).

Seja como for, pode ficar a cargo da ANS resolver, juntamente à empresa que opera o plano, a questão do reajuste abusivo e encontrar uma solução para o problema.

 

Entrar na justiça para reaver o alto reajuste

Muitas vezes, não é possível resolver a situação juntamente a ANS, principalmente em caso de planos coletivos por adesão.

Nesses casos, a agência não possui uma faixa de limites aos quais o reajuste de plano de saúde não pode passar, o que prejudica bastante os clientes.

Assim, a solução é entrar na justiça contra a operadora, de modo que o valor do reajuste de plano de saúde abusivo possa ser questionado.

Você pode entrar com uma ação, por exemplo, para fazer o pedido da suspensão do pagamento da mensalidade que foi ajustada com índice acima do permitido.

Quando isso ocorre, a substituição do valor se dá pelo teto que é limitado pela ANS quanto ao que é permitido ser reajustado.

Entretanto, é preciso ficar atento com ganhos em liminares, pois corre-se o risco de, posteriormente, a justiça dar o parecer final favorável à operadora do plano.

Caso isso venha a acontecer, você precisará fazer o pagamento daquele valor que não foi pago quando a liminar foi deferida.

 

plano de saúde familiar

 

 

Plano de saúde é com a STS Corretora

Se você deseja fazer um plano de saúde em Santos e quer ter as melhores opções, em segurança e pagamento, então a STS Corretora pode lhe ajudar.

Por meio dessa corretora, você terá acesso a quais são aqueles planos de saúde com os melhores custo-benefício para Santos e região.

Assim, você irá garantir um convênio médico de qualidade e ainda pagará um valor justo por esse serviço.

Você pode, inclusive, fazer a cotação do seu pretenso plano de forma online, para conhecer as opções para o seu bolso.

Acesse o site http://www.stscorretora.com.br e saiba mais!

Além disso, leia também: “Prevent Sênior em Santos é um excelente plano de saúde para idosos”.

 

Conclusão

Como você viu, um dos maiores problemas que os consumidores enfrentam com a saúde privada é a questão do reajuste de plano de saúde abusivo.

Neste texto, você pôde conhecer quais são as formas de reajustes que as operadoras podem cobrar, bem como os tipos de planos que não são cobertos pelos limites impostos pela ANS.

Além disso, foi possível também conhecer algumas atitudes que você deve tomar, caso o reajuste do seu plano tenha sido feito de forma abusiva, para garantir seus direitos.

Garanta seu convênio médico com a STS Corretora e não sofra com esse tipo de situação!

Gostou do artigo de hoje sobre o que fazer em caso de reajuste de plano de saúde abusivo?

Se você ficou com alguma dúvida sobre esse assunto, escreva-a abaixo nos comentários para que eu possa ajudá-lo.