É possível economizar nos seguros de saúde? Como?

É possível economizar nos seguros de saúde? Como?

A utilidade do seguro saúde é indiscutível, porém sempre valorizamos o custo em todos os serviços e claro também nos seguros. Portanto, considerar a economia no seguro de saúde é legítimo e também se pode conseguir.

Da mesma forma, a opção de buscar a economia do seguro de saúde não só é interessante, mas, realizada em boas condições, pode representar uma significativa economia de dinheiro para o nosso bolso.

É interessante salientar que quando investimos dinheiro na proteção do nosso bem-estar, já estamos economizando, pois poderemos fazer frente a despesas imprevistas derivadas da saúde graças ao seguro, com o qual economizar com ele é basicamente uma dupla economia.

Aliás, a visão do seguro como investimento rentável não só está cada vez mais difundida mas também mais contrastada.

 

Seguro médico e preço

 

Apesar de todos os problemas que o nosso país tem passado, continua a ter um bom sistema de saúde pública, isso é inegável e também comparativamente com outros países.

Porém, sofremos de uma doença endêmica a todos os sistemas públicos de saúde, as listas de espera, são essas as reais responsáveis ​​pela demora no atendimento rápido, pois embora a qualidade do atendimento não tenha sofrido tanto, a velocidade sim. O seguro saúde é provavelmente a melhor ferramenta complementar para a proteção completa da saúde da família.

Cada vez mais pessoas estão contratando seguros de saúde como ferramenta complementar e elemento para agilizar o tratamento e a avaliação dos problemas de saúde.

 

Planos da Santa Casa de Santos

Revise bem o que você está contratando

 

Isso acontece com o seguro saúde e com qualquer serviço que estejamos dispostos a contratar. Você sempre tem que saber o que está contratando, e isso nem sempre fazemos.

Você deve ter em mente que a grande maioria dos seguros de saúde será oferecida como um pacote contendo mais ou menos cobertura do preço mais alto para o mais baixo. Porém, às vezes, esses produtos não só são flexíveis, podendo tirar da equação aquelas coberturas que não fazem sentido no seu caso, sendo possível combinar diferentes opções ao seu gosto.

Quando este não for o caso e se tratar de produtos fechados em um escalonamento de preço, logicamente você deve ler todas as coberturas detalhadas e se ajustar à proposta que mais se aproxima do que você precisa.

Por exemplo, imagine que faz um plano de saúde que seja barato para você, mas como paga menos, não tem acesso ao plano odontológico e seus filhos precisam de assistência?  Não vai poder beneficiar deste serviço e se não economizou dinheiro, o seu orçamento familiar pode ficar em risco.

 

Revise bem as condições econômicas e cobertura

 

Desde logo, você sempre deve revisar as condições econômicas e as coberturas em conjunto. Temos um bom exemplo nos quadros médicos fechados de alguns convênios de saúde. Imagine que coincida que esse quadro médico fechado não coloque um centro hospitalar próximo no convênio com o seguro, isso significará viagens e despesas que não estão contempladas no seguro.

Também é importante considerar a política de cancelamento desde o início. Nem sempre a política de cancelamento é explicada com clareza, mas pode influenciar muito na hora de sair do seguro e entrar em outro, por exemplo, a antecedência com o qual deve ser dado o aviso da cessação do pagamento da apólice para a próxima anuidade. Este prazo não comunicado significará o pagamento da totalidade da anuidade seguinte e, embora, em alguns casos, possa ser negociável, é muito difícil recuperá-la.

 

Datas importam

 

Não é um fator determinante, mas é verdade que certas épocas do ano podem ser mais baratas na hora de contratar seguro de saúde. Não se trata de avaliar os meses de maior contratação ou de menor demanda, mas sim as épocas do ano em que as seguradoras lançam novas campanhas com novos produtos. Embora não haja uma data fixa a este respeito, os últimos meses dos anos e o primeiro do ano seguinte são normalmente os que têm mais ofertas.

Aproveitar essas ofertas, mesmo que temporárias, significará economias interessantes. Como já tem conhecimento, faça sempre uma consulta das ofertas nessas épocas do ano, e compare todos os seguros como se se tratasse de comprar empresas de energia para baixar o preço da luz em casa.

Por outro lado, deve também ter em consideração a possibilidade de um bónus para os clientes que estão há muito tempo na mesma seguradora. Isso, se você pensar bem, é normal já que as empresas buscam fidelizar seus clientes o máximo possível e que não mudem de uma seguradora para outra, por isso também devemos estar atentos a eventuais modificações que, geralmente, oferecem ampliação de cobertura ou descontos importantes no acesso a novas coberturas.

 

O seguro saúde da família é sempre uma boa ideia

 

Contratar o seguro de saúde da família é uma boa ideia do ponto de vista da proteção à saúde, mas também é uma boa ideia do ponto de vista do seu bolso, já que todas as empresas oferecem vários serviços de acordo com os familiares, e geralmente são muito interessantes quando é feita a comparação.

Os seguros familiares costumam incluir todo tipo de especialista, principalmente aqueles que mais se relacionam com famílias com crianças, como pediatria, traumatologia, alergistas, e ainda de exames de diagnóstico e atendimento odontológico, sendo este último muito importante.

 

A Internet serve para comparar e economizar

 

A proliferação de compradores na Internet nos permite comparar seguros de saúde de forma rápida, eficiente e, acima de tudo, de forma muito visual.

Hoje em dia todos nós já conseguimos aceder à internet de uma forma bem simples a partir dos dados móveis do nosso smartphone ou até mesmo pelos pacotes TV net voz de nossa casa.

Obviamente não vamos parar no primeiro preço que nos é oferecido, nem mesmo poderemos aprofundar a cobertura e a relação cobertura-preço, mas podemos fazer uma discriminação inicial de ofertas.

É claro que os comparadores servem para economizar e, em alguns casos, podem oferecer grandes economias.